Ensino Médio debate a triste realidade da fome.

“Gente é pra brilhar não para morrer de fome”. Esse foi o trabalho proposto aos alunos do Ensino Médio pelos professores de Geografia, Matemática, Redação e Química do Colégio Nossa Senhora das Dores, respectivamente, Rosana, Marcelo Temperini, Ana Bizzo e Caio Lamego.

Para dimensionar o impacto dos problemas da fome no Brasil e no mundo, os alunos realizaram uma ampla pesquisa que envolveu  a seguinte temática:

  • O Primeiro Ano do Ensino Médio pesquisou sobre o conceito da fome, a fome na História, a fome na arte e a fome na literatura.
  • Já o Segundo Ano do Ensino Médio fez uma pesquisa sobre a fome nas regiões brasileiras e políticas públicas implantadas no Brasil para tentar amenizar o problema da fome.
  • Por fim, os alunos do Terceiro Ano do Ensino Médio  fizeram uma pesquisa sobre a fome no mundo, com destaque para a África.

A culminância deste trabalho interdisciplinar foi a montagem de uma bela exposição em que os alunos puderam apresentar suas conclusões aos professores e aos alunos do sétimo ano, que participaram dessa etapa do trabalho.

Problemas como a desigualdade social, a concentração fundiária, praticada por décadas, o desperdício de alimentos, a carência alimentar foram alguns dos elementos ilustrados pelos alunos para uma reflexão sobre a realidade presente em pequenas, médias e grandes cidades.

Ao final das apresentações, os alunos foram conduzidos ao auditório da escola para participar da palestra intitulada: “Colocando a mesa: o SAPS e a alimentação dos trabalhadores” com a professora Marcela Fogagnoli (Doutora em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz e professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro).

Além da participação na palestra, a professora Marcela acompanhou atentamente o trabalho produzido pelos alunos.

Aos alunos e educadores envolvidos, nossos sinceros parabéns!

 

 

1 comentário em “Ensino Médio debate a triste realidade da fome.”

  1. Ana Maria Bizzo

    Com este trabalho e sua apresentação pudemos ver que nossos alunos, diante destes desafios, demostraram que são inteligentes e capazes de superar “muros” que num primeiro momento são muitas vezes, encarados como insuperáveis…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.